O que a equipe Aston Martin disse - sexta-feira na França

 

O que a equipe Aston Martin disse - sexta-feira na França

Aston Martin

Vettel se viu preso nas barreiras em FP1 ao girar na Curva 11, mas foi capaz de voltar por conta própria e mais tarde culpou as tempestades de vento por contribuírem para o incidente. Ele manteve as coisas mais limpas no FP2, mas não conseguiu extrair muito ritmo de seu Aston Martin - e nem Stroll. Q3 e os 10 primeiros parecem um pouco distantes, pois representam os dois drivers.

Sebastian Vettel - FP1: 1: 35,289, P15; FP2: 1: 34.447, P15

“As condições da pista estavam quentes e com muito vento, o que me surpreendeu esta manhã, quando tive uma pequena folga. Custou-nos algum tempo de pista, mas recuperámos bem à tarde. A corrida longa foi limpa e conseguimos fazer juntos algumas voltas consecutivas, o que foi importante. Minha corrida de desempenho não foi das melhores e cometi um erro, mas hoje é sobre como sentir o carro para ter certeza de que temos um desempenho na qualificação. Acho que sabemos onde podemos encontrar ganhos e há algumas coisas que podemos fazer melhor, que é onde concentraremos nossa energia esta noite. ”

Lance Stroll - FP1: 1: 35,275, P14; FP2: 1: 34.632, P16

“Estava muito quente lá fora hoje, e muito rajadas de vento às vezes, o que tornava algumas condições complicadas porque a superfície da pista era de baixa aderência. Estava muito vento no início do dia, mas conseguimos entrar no ritmo e trabalhar com o nosso programa. Aprendemos algumas coisas úteis sobre o equilíbrio do carro e fizemos algumas lições de casa importantes. No entanto, acho que estamos deixando um pouco de ritmo, então vamos embora esta noite, dar uma olhada em tudo e tentar voltar mais fortes amanhã. O meio-campo já parece muito próximo neste fim de semana, então pequenos ganhos certamente podem fazer a diferença; é isso que pretendemos encontrar para a qualificação. ”

Comentários