David Coulthard acha a era Pirelli 'confusa' e 'entediante'

David Coulthard acha a era Pirelli 'confusa' e 'entediante'

 O ex-piloto de F1 David Coulthard não gosta de como a série se tornou dependente da gestão dos pneus com a Pirelli.

A Pirelli tornou-se o fornecedor exclusivo de pneus de Fórmula 1 a partir da temporada de 2011, mas o objetivo de tornar as corridas mais imprevisíveis e estrategicamente variadas tem lutado para se concretizar.

Ao longo dos anos, equipes e motoristas foram bem treinados no manuseio de pneus, o que lhes permitiu reduzir a taxa de degradação da borracha Pirelli.

E essa abordagem às corridas de Fórmula 1 não se coaduna com Coulthard, que trabalhou com vários fornecedores de pneus ao longo de sua carreira.

"Eu dirigi Goodyears, Bridgestones, Michelins e nenhum deles era realmente o que eu chamaria de 'pneus ruins'", disse ele.

“Claro que houve alturas em que a Bridgestone ou a Michelin levaram vantagem no circuito. Mas foram ótimas empresas com as quais trabalhar, ultrapassando limites, com muitos desenvolvimentos de pneus novos.

“Nunca falamos em degradação térmica. Nunca falamos sobre '[você] não pode empurrar os pneus.' Eles atingiram o pico quando eram novos, eles caíram, talvez você tenha algumas espinhas, talvez você tenha algumas bolhas, mas eram pneus.

David Coulthard acha a era Pirelli 'confusa' e 'entediante'


“Esta era Pirelli inteira é confusa para mim e acho chato ter que falar, e muito chato para mim ter que ouvir os pilotos dizerem 'Eu estava tentando evitar colocar muita pressão nos pneus.'

A chamada 'guerra de pneus' da Fórmula 1 terminou depois de 2006, a última temporada em que a Bridgestone e a Michelin serviram como fornecedores de pneus, mas, em 2020, Lewis Hamilton pediu um retorno a vários fornecedores para impulsionar a Pirelli.

E como Coulthard apontou, existem muitas outras "guerras" na Fórmula 1, mas os pneus não são uma delas e é esta a área que tanto atrai críticas.

“Temos guerras de motores, guerras de chassis, guerras de motoristas e então temos um único fabricante de pneus, onde todos os motoristas reclamam dos pneus”, disse ele.

"Eu prefiro ir para a Avons ou Goodyear ou algo assim e eles só têm dois compostos genéricos, mas pneus bons e então não temos que ouvir os touros ** t."

Comentários