Equipe Canadense se retira dos Jogos Olímpicos

equipe-canadense-se-retira-dos-jogos-olimpicos

Apesar das autoridades do circuito dizerem que os preparativos para o Grande Prêmio do Canadá continuam como planejado, a retirada da equipe do Canadá dos próximos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, lançou novas dúvidas sobre a corrida que foi lançada no momento, como a nova abertura da temporada 2020.


Bahrein, China, Vietnã, Espanha, Holanda e Azerbaijão viram todos os seus GPs serem adiados. O Grande Prêmio de Mônaco foi totalmente cancelado, enquanto as autoridades de Melbourne continuam afirmando que a corrida australiana só foi adiada e não cancelada, como havia sido divulgado inicialmente.

Agora, acredita-se que o Grande Prêmio do Canadá, a corrida que no momento, vai abrir a temporada, corre o risco iminente de ser adiada, depois que a Equipe Canadá anunciou sua retirada dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

“O Comitê Olímpico Canadense (COC) e o Comitê Paralímpico do Canadá (CPC), apoiados pelas Comissões de Atletas, pelas Organizações Nacionais de Esportes e pelo Governo do Canadá, tomaram a difícil decisão de não enviar equipes canadenses aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2020”, diz a declaração do Team Canada.

“O COC e o CPC pedem urgentemente ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e ao Comitê Paraolímpico Internacional (IPC) e à Organização Mundial de Saúde (OMS), que adiem os Jogos por um ano, e oferecemos todo o nosso apoio para ajudar a navegar por todos as complexidades que o reagendamento dos Jogos trará. Embora reconheçamos as complexidades inerentes ao adiamento, nada é mais importante do que a saúde e a segurança de nossos atletas e da comunidade mundial.”

“Não se trata apenas da saúde dos atletas, é da saúde pública. Com o COVID-19 e os riscos associados, não é seguro para nossos atletas, suas famílias e da comunidade canadense em geral, que os atletas continuarem treinando.”

Organizadores do Grande Prêmio do Canadá divulgaram sua própria declaração na segunda-feira, dizendo que os preparativos estavam progredindo conforme planejado, além de admitir que estavam monitorando de perto a situação em constante mudança.

“Os preparativos para o GP do Canadá de 2020, marcados para os dias 12, 13 e 14 de junho, estão indo bem e estão seguindo seu curso”, dizia o comunicado.

“Esta é uma situação que estamos constantemente monitorando e que está evoluindo rapidamente.”

“Observe que estamos em constante comunicação com os membros da Fórmula 1, a FIA e as autoridades públicas. Nossa prioridade continua sendo a realização de um evento seguro para os espectadores e para todo o pessoal envolvido”.

“Se a situação continuar evoluindo, contaremos com a experiência dos profissionais de saúde pública e os manteremos atualizados”, finaliza o comunicado.

Comentários