Após Cancelamento de GPs Pirelli terá que reciclar 1800 pneus após cancelamento do GP da Austrália

apos-cancelamento-de-gps-pirelli-tera-que-reciclar-1800-pneus-apos-cancelamento-do-gp-da-australia

Marca italiana recicla pneus em fábrica parceira que reutiliza os compostos em processo não poluente.

A Pirelli foi forçada a sucatear 1800 de seus pneus de Fórmula 1 após o cancelamento do GP da Austrália. Os compostos terão uma segunda vida como combustível para uma fábrica de cimento de Oxfordshire.

Com a atual geração de pneus, a Pirelli sempre precisa reaproveitar os compostos que foram montados, mas não utilizados, devido a possíveis danos ao serem retirados dos aros.

Nas corridas descontroladas, não há escolha a não ser desmontá-las, pois o transporte de pneus por via aérea é de responsabilidade das equipes. Na Europa, pneus montados que não foram utilizados podem ser transportados por estrada ainda em seus aros e depois reutilizados na próxima corrida.

A Pirelli está acostumada a reciclar pneus não utilizados no final de um fim de semana - muitas vezes tendo que jogar fora 560 compostos para chuva, quando não há problemas climáticos - mas a situação na Austrália foi algo sem precedentes em termos de desperdício.

Conjuntos completos de 1800 pneus desmontados já chegaram por via marítima no Bahrein e no Vietnã. Após o adiamento das duas etapas, esses compostos serão mantidos nos locais, caso as corridas sejam remarcadas e, se os eventos não ocorrerem, poderão ser enviados para outro evento ao final de temporada, onde os mesmos compostos são usados.

"Terminamos de montar os pneus na quinta-feira à tarde e tivemos que desmontar tudo", disse Mario Isola, chefe do automobilismo da Pirelli.

"No futuro, e considerando que teremos um único fornecedor e design padrão para as rodas, tentaremos trabalhar juntos para encontrar uma maneira de ajustar e remover os pneus e reutilizá-los. Mas precisamos garantir que não correremos nenhum risco".

Os pneus não utilizados são enviados por cargueiros marítimos para o Reino Unido, onde são reutilizados como combustível.

"Nós esmagamos os pneus para transportá-los em menos contêineres e os enviamos de volta ao Reino Unido, onde os reciclamos em uma fábrica de cimento perto de Didcot. Nós os queimamos a alta temperatura e criamos energia, mas não poluição".

"Estamos investigando diferentes maneiras possíveis de reciclar pneus de F1, mas no momento é assim que os reciclamos depois de toda a nossa análise".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.