A mídia italiana suspeita que um delator está por trás da bizarra saga cercando a legalidade do motor Ferrari de 2019.

“Delator” estaria por trás do escândalo da Ferrari

a-midia-italiana-suspeita-que-um-delator-esta-por-tras-da-bizarra-saga-cercando-a-legalidade-do-motor-ferrari-de-2019

As equipes rivais supostamente estão furiosas com o fato da FIA ter fechado um “acordo” secreto após uma longa investigação sobre o funcionamento da unidade de potência. Na melhor das hipóteses, a história é confusa.

O correspondente Giorgio Terruzzi suspeita que “informações técnicas confidenciais” vazaram da Ferrari para a FIA.

Ele escreveu: “Sabe-se que Toto Wolff é um inimigo mortal da Ferrari depois do veto que foi estabelecido contra a promoção de qualquer chefe de equipe ao topo da Liberty Media. Wolff tem o caráter e a ambição de tentar conseguir o que quer. A declaração da FIA é ambígua, é claro, mas é necessário suprimir um conflito ainda mais feroz”.

Leo Turrini, outro jornalista italiano com boas conexões na Ferrari, escreveu em seu blog Quotidiano: “Ao longo dessa história, a FIA agiu como se tivesse informações de um delator. Eu não sou John le Carré (autor de novelas de espionagem), mas não acredito que estou errado”.

Muitos outros dentro da Fórmula 1 estão prevendo que esse é apenas o começo do que se tornará um escândalo mais profundo.

“A questão da trapaça ou não da Ferrari é quase secundária comparada ao problema de transparência que isso cria”, disse um membro anônimo de uma equipe ao jornal
Ouest France.

“Isso não está de acordo com o mundo atual e as exigências de transparência em termos de governo da sociedade e do esporte, com as quais a FIA se compromete em seus estatutos”, acrescentou outra fonte interna.

Acredita-se que vários rivais da Ferrari solicitaram um esclarecimento da FIA.

“Respeitando a confidencialidade e a legalidade dos acordos, a FIA está aberta a questões das equipes”, afirmou um dirigente da federação à agência de notícias AFP.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.