Vijay Mallya, Afirmou Estar Muito Feliz Pelo Acordo Feito Entre Lawrence Stroll e a Aston Martin

Enquanto aguarda julgamento sobre sua extradição para a Índia, o ex-dono da Force India, Vijay Mallya, afirmou estar muito feliz pelo acordo feito entre Lawrence Stroll e a Aston Martin e os benefícios que renderá à Racing Point.
 

Ex-dono da equipe Force India, o indiano Vijay Mallya se manifestou nesta sexta-feira sobre o acordo entre Lawrence Stroll e a Aston Martin, que favorece diretamente a Racing Point. Segundo Mallya, ele ficou muito feliz ao saber que sua antiga equipe terá o apoio da Aston Martin a partir de 2021.

Vijay Mallya fundou a equipe Force India em 2007, após comprar a estrutura da equipe Spyker. Após problemas na justiça, Lawrence Stroll comprou a Force India de Mallya em agosto de 2018 e no ano seguinte mudou seu nome para Racing Point. No momento, Mallya se encontra no Reino Unido aguardando o recurso de seu julgamento de extradição para a Índia, onde foi condenado por fraude.

Segundo Mallya, ele já entrou em contato com Stroll para parabenizá-lo pelo acordo: "Eu estou muito feliz por Lawrence e também pela equipe", afirmou Mallya ao Motorsport.com. "Se tornar uma equipe oficial sempre foi o meu sonho".

"Lawrence e eu somos amigos, e eu o parabenizei hoje pela manhã após ler a notícia. Ele é um investidor astuto e seu histórico prova isso. Se você olhar para o preço das ações da Aston Martin hoje, fica claro que ele fez um ótimo acordo. Com sua presença e a nova gama de modelos que a Aston tem nos planos, só há um caminho para a empresa, que é para cima".

"Para a Racing Point é fabuloso eles se tornarem uma equipe oficial com apoio de uma gigante britânica como a Aston, com toda sua herança. A Aston tem muitos fãs e todos serão fãs da Racing Point também".

Por coincidência, Mallya havia tentado em 2015 obter o patrocínio da Aston Martin, mas não obteve sucesso. A empresa acabou optando por patrocinar a Red Bull Racing. "Nós tivemos conversas com a Aston há cinco anos, não necessariamente para nos tornarmos uma equipe oficial, mas para ter a Aston como a principal patrocinadora, além de nos dar suporte técnico. Não sei qual é o acordo deles com a Red Bull, mas acho que eles não tem influência nas decisões técnicas. A Red Bull tem um gênio que é o Adrian Newey, então acho que não precisam de mais ninguém!"

Mallya, que visitou o motorhome da Racing Point no GP da Grã-Bretanha no ano passado, insiste que não sente falta de sua última aventura no mundo do esporte:

"Eu estive por dez anos na F1, eu curti todos os momentos desses dez anos e agora é o momento de fazer alguma outra coisa. Cuidei da equipe por dez anos e entreguei dois quartos lugares no mundial de construtores que me deixam muito orgulhoso. A equipe ainda está em meu DNA e estou muito feliz por eles. Eu acredito que o carro de 2020 deu grandes passos e mal posso esperar pelo início da temporada", completou.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.