Fernando Alonso: Sobre Minha Carreira Nem tudo é Verdade

Fernando Alonso afirma que existem muitas mentiras circulando sobre sua carreira na Fórmula 1


Fernando Alonso não teve a carreira mais tranquila na Fórmula 1. Durante seus 17 anos, se envolveu em algumas polêmicas como as diversas críticas aos motores da Honda durante sua segunda passagem. Mas segundo o bicampeão, muitas mentiras sobre sua carreira na F1 foram difundidas.

Um exemplo dado por Alonso é o que ele teria passado após perder o título de 2012 para Sebastian Vettel no GP do Brasil, por apenas três pontos.Na ocasião, Vettel levou um toque durante a primeira volta, chegando a cair para a última posição. Após chegar ao parque fechado, as imagens transmitidas pela televisão mostravam o espanhol quieto, ainda com o capacete, e com o olhar distante. Para muitos, isto foi visto como estar em "estado de choque".

No entanto, em uma entrevista exclusiva à revista F1 Racing, Alonso afirmou que a interpretação dessas imagens não correspondem à realidade. Segundo o piloto, naquele momento ele estava procurando seu então companheiro de equipe na Ferrari, Felipe Massa, que havia terminando em terceiro, atrás dele e do vencedor da prova, Jenson Button.

"Há mentiras sobre aquela prova. Coisas que não são verdade", disse Alonso. "Saí do carro e estava procurando Felipe, que, por alguma razão, não parava de chorar. Estava com seu mecânico e sua esposa, então fiquei ali esperando, para ver se estava bem".

"Falavam que eu estava em choque ou triste. E não, não me importava tanto assim. Queria abraçar Felipe", explicou. Alonso também comentou que "escutou as pessoas dizendo que fui egoísta durante minha carreira", mas destacou que "na Ferrari e em outras equipes sempre fazia questão de compartilhar meus bônus com meus mecânicos".

"Pra mim, se eu ganhava ou terminava no pódio, não era só por minha causa. Era um trabalho de equipe. Portanto, se eu ganhava 30 mil dólares, compartilhava com a equipe. Quando me uno a um projeto, me comprometo 100% com esta equipe e dedico a minha vida a essa equipe, essas pessoas. E eles gostam disso. A última coisa que sou é egoísta".

"Se eu fui melhor que meus companheiros de equipe, que culpa tenho? Não posso pedir perdão por isso", completou.

Fonte:motorsport

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.