Equipes Concordam com Calendário de 22 Corridas em 2020


As equipes de Fórmula 1 deram seu apoio a um calendário de 22 corridas em 2020, sem a necessidade de um motor extra, diz o chefe da Mercedes, Toto Wolff.

Com o GP da Espanha se aproximando de uma renovação de contrato de um ano que manterá a prova para a próxima temporada, os proprietários da F1, a Liberty Media, estão inclinados a adicionar mais um evento ao calendário.

Um calendário com mais de 21 corridas exige apoio de equipes, e o assunto foi discutido durante uma reunião regular no sábado pela manhã entre os chefes de equipe e o CEO da F1, Chase Carey, na Hungria.

Após a reunião, Wolff confirmou que a corrida extra havia sido aprovada em princípio pelas equipes, contanto que o limite de motores não aumentasse para quatro, já que isso poderia aumentar os custos para as equipes clientes.

"Em suma, basicamente concordamos em ter uma 22ª corrida", disse Wolff. "Temos que deixar a Liberty fazer o negócio deles, e o negócio deles é aumentar a F1. Se eles são capazes de atrair promotores, temos que apoiá-los”.

"Mas não devemos mudar os regulamentos técnicos porque temos uma corrida extra. Esse foi o debate que tivemos. Não deve ser visto como uma oportunidade para aumentar o número de motores”.

Com as equipes apoiando uma corrida extra, a Liberty precisa agora tentar finalizar um calendário viável. A probabilidade é que possa haver mais corridas consecutivas do que o pretendido originalmente, com uma sugestão de que a abertura da temporada no GP da Austrália em 15 de março possa ser seguida pelo GP do Bahrein logo na sequência. Isso poderia ser seguido pelo Grands Prix da China e do Vietnã, duas semanas depois.

Fonte:motorsport

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.