Chefe da Mercedes promete ajudar piloto sem vaga na briga entre Bottas e Ocon


Já está claro que Valtteri Bottas e Esteban Ocon lutam pela mesma vaga para 2020, com a condição de companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes sendo altamente disputada. Só um pode triunfar, mas isso não significa que o outro será esquecido. De acordo com o chefe Toto Wolff, o derrotado na briga vai ter apoio em busca de um novo espaço no grid.

A única diferença é no tratamento. Se Ocon sobrar, a Mercedes passa a trabalhar em um plano para permitir um retorno futuro. Se Bottas sobrar, o trabalho é para ajudar o finlandês a encontrar um novo rumo realmente independente de Brackley.

“Nós somos responsáveis pelos pilotos júnior e pelos que estão conosco agora. Nós não vamos fazer nada que torne as coisas difíceis para eles”, explicou Wolff. “Qualquer que seja nossa decisão, vamos considerar quais são as opções para o piloto ir para outro lugar. Se for para o Esteban [Ocon] progredir [em outro lugar] para depois voltar para a Mercedes um dia, ou se for para o Valtteri [Bottas] fazer uma transição tranquila, porque ele merece e mostrou ótima velocidade ontem [sábado, na classificação da Hungria]”, seguiu.

No começo do ano, a sensação era de que Bottas tinha algum favoritismo na luta pela vaga. A performance nas quatro primeiras corridas, vencendo duas e liderando o campeonato, indicou um piloto diferente. Só que a fase europeia da temporada mostrou uma queda drástica de rendimento, com Hamilton disparando em pontos e vitórias, o que joga a favor de Ocon.

“Você não vai me ver dando pulos [por Hamilton] porque eu fico muito triste por ele [Bottas]. Ele estava tão empolgado desde a classificação de ontem, que foi brilhante. Ele estava com a cabeça no lugar certo, mas aí teve o incidente com o pneu, com o toque com o Lewis [Hamilton], com o Leclerc, e o trabalho subitamente foi pelo ralo. Isso é péssimo para ele e eu lamento”, encerrou.

A briga pela vaga na Mercedes é dada como crucial para o mercado de pilotos. Caso a vaga de Bottas passe a ser ocupada por Ocon, esse é o gatilho para uma sequência de mudanças em outras equipes, principalmente no pelotão intermediário. A expectativa é de que o martelo seja batido durante as férias de agosto.

Fonte:grandepremio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.