Jean Todt Reclama de Carros Atuais da F1 que Não Quebram


À medida em que se desenha o surgimento da nova geração de carros da F1 em 2021, Jean Todt voltou a falar que gostaria de ver uma corrida mais imprevisível.

A apresentação do regulamento da F1 para 2021 foi adiada para o mês de outubro. A cada semana, um pouco mais de detalhes sobre o que será da Fórmula 1 em duas temporadas aparece.

Recentemente, foi anunciado que o efeito solo deve desempenhar um papel preponderante na criação de condições para um espetáculo maior, favorecendo corridas mais próximas. Mas a ambição de melhorar o show vai além disso.


"Para 2020, ainda podemos fazer mudanças positivas, mas nosso foco está principalmente em 2021, quando teremos uma oportunidade única de trabalhar juntos para nos prepararmos para um grande futuro", disse Jean Todt em entrevista à Sky Sports.

"No final de dois GPs animados, na Áustria e na Grã-Bretanha, as coisas estão indo muito bem, mas temos que ser ambiciosos e ainda temos que tentar tornar as coisas ainda melhores."

O presidente da FIA já mostrou que é a favor do retorno do reabastecimento e uma “queixa” de Todt é justamente sobre o trabalho das equipes que beiram à perfeição.  

"Você tem que criar mais imprevisibilidade. Eu acabei de falar ao Chase [Carey, CEO da F1] que o top-5 do campeonato de construtores está 100%, eles não tiveram quebras. Os carros estão muito confiáveis, então, se quisermos ser mais imprevisíveis, precisamos de carros menos confiáveis ​​e, de certa forma, o que fazemos é perfeito demais.”

fonte:motorsport

Tecnologia do Blogger.